Keila Abeid | Muito Prazer

Sobre estudos e desafios…

2016-01-26 17.50.23

Quem me acompanha há um tempinho, sabe que me aventurei a aprender um instrumento depois de “grande”.

Nada vem fácil. Mesmo pra quem começa a estudar cedo, qualquer instrumento, inclusive a voz, exige dedicação e tempo para que os resultados apareçam. Uma das diferenças de estudar quando criança e depois de adulto, muitas vezes é a disponibilidade de tempo pra essa dedicação.

Enfim, como eu disse, depois de “grande” fica um pouquinho mais difícil mas não impossível. Eu escolhi a flauta, e aparentemente é um instrumento que fica chateado caso você o abandone por muito tempo, como um dia. Pode ter certeza que quando você for retomar o estudo, o som não vai ser muito legal. E no meu caso foi assim, me propus a estudar mas não estudei. Ia nas aulas, prometia pra professora coisas do gênero “essa semana vai” e nada. Não era por mal não, simplesmente acontece que depois de “grande” as prioridades são diversas, mesmo pra quem já vive da música, daí a gente deixa o tempo que sobra pra estudar, e vamos combinar que nunca sobra tempo. Aí vem a frustração e muita gente desiste por conta disso.

Como eu sou teimosa, continuei assim aos trancos e barrancos, até a hora que resolvi dar uma priorizada na atividade. Foi aí que comecei a ver os resultados. Não existe segredo. É só estudar. Constantemente. Nada de estudar 4 horas num dia e retomar depois de uma semana. O melhor é estudar um pouco por dia, mas todos os dias. Mesmo que os resultados forem pequenos, eles aparecerão.

Então eu deixo minhas dicas, não de professora, mas de estudante pra estudante:

  1. Organize-se: pense na sua disponibilidade e separe um tempo viável para seu estudo. Mesmo que for um tempo curto por dia.
  2. Trace pequenas metas: Programe pequenos estudos ou pequenos trechos para serem resolvidos semanalmente
  3. Desconecte-se: hora de estudar, mesmo que seja um tempo curto, tem que ser sagrada. Desligue whatsapp, facebook e outras distrações.
  4. Anote o seu estudo: é sempre bom lembrar o que foi feito no estudo anterior, então um caderno para anotar seus estudos é muito útil.
  5. Grave-se. uma experiencia bacana é filmar (pode ser com seu smatphone) seu estudo. Além de poder ver seu progresso nos vídeos, o fato de estar gravando acaba sendo um desafio a ser vencido, é só apertar o rec que você vai entender o que estou falando
  6. Tenha referencias. Ouvir os mestres do seu instrumento te dá referências de sons e caminhos, além de ser inspirador.
  7. Não desista. Persistência é tudo. Se tropeçar, recomponha-se e continue.

Tudo o que tenho a dizer sobre as dicas é que o resultado é maravilhoso, com paciência e persistência a gente consegue conquistar os sons! Prova disso foi  minha primeira experiencia de tocar em público essa semana. Apesar de estar sempre nos palcos cantando ou atuando, eu tinha muito medo de tocar, e esse ano aceitei o desafio! A sensação é maravilhosa. Não foi perfeito, ainda tenho muito que caminhar, mas foi um começo e agora não quero mais parar! Espero que cada um tenha sua conquista no seu instrumento e me conte!!!

 

 

 

comente

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *