Arquivos

Sabadou

Sabadou e nós estamos como? Em casa!
To praticamente me acostumando a esse novo normal. Tem dia bom e tem dia ruim. O desafio é manter a vida andando.

Essa semana começam as atividades de encerramento do semestre pros meus alunos dela conservatório, isso sempre me deixa feliz, pois vejo todos eles fazendo música, e é maravilhoso. Mas também entro em contagem regressiva para as férias. Eu não sei vocês, mas esse período de reclusão, eu tenho trabalhado muito mais do que o normal. Desde os primeiros dias de quarentena. Então, juntando o stress da situação, eu estou terminando o semestre realmente cansada. O que mais quero agora é apenas descansar.

Mas um fato curioso, conforme as férias vão chegando, e a cabeça aceitando que o trabalho está acabando, parece que a minha mente criativa começa a trabalhar e eu começo a ter novas ideias e vontade de produzir. Hoje mesmo fiquei testando o Logic (programa da gravação do MAC) e consegui produzir alguns sons. E aí que entra a parte legal. Estou tendo a experiência de produzir coisas sozinha. Claro que não se compara ao fazer música junto, mas é uma realidade interessante, pois a gente encontra soluções novas, novos caminhos, e isso tem sido legal musicalmente. Com certeza tem sido um tempo de aprendizado.

Enfim… foi um breve relato sobre esse fim de semestre.

E você? Como tá? Me conta!

Leia mais

Quarentar na quarentena

Foi essa frase que mais escutei no dia 15 de junho. E foi divertido. Sim estou iniciando um novo ciclo, e agora tenho 40 anos.     Essa semana tirei pra refletir sobre muita coisas (na verdade tirei folga pq a coluna começou a travar devido a muito tempo no computador) mas vamos dizer que parei pra refletir que é mais bonito.

Leia mais

O final de semana

Em uma rotina normal fora da pandemia, eu normalmente não teria sábado e domingo. Durante a semana daria muitas aulas, de final de semana sairia pra cantar ou ver algum som, ou também daria aula. O que aconteceu durante o distanciamento, foi que precisei entender o tempo que eu tinha, não porque sobrou tempo, muito pelo contrário, parece que o trabalho em casa foi multiplicado por dois, e a noção do tempo ficou uma bagunça.

Leia mais