Caminhos do Improviso

Sobre dirigir e cantar

Eu tenho carta há bastante tempo, pelo menos mais de dez anos, mas eu não dirijo. Ou pelo menos, não dirigia.

Sabe aquela coisa que você quer fazer, precisa fazer mas sempre deixa pra depois?
Eu sempre adiei tomar a direção do carro por um motivo: o medo.

E se eu errar? Será que eu vou acertar mudar a marcha? Será que vou sair com o carro sem deixar morrer? E se eu deixar morrer? 
O engraçado é que só tinha um jeito de responder essas perguntas, e era dirigindo. Mas fui deixando pra depois.

Leia mais